Teste de biomarcador de sa√ļde ūü©ł de sangue

Os seus órgãos e tecidos do seu corpo dependem do oxigénio para funcionar corretamente. O oxigénio é entregue em todo o corpo através do
sistema circulatório
, que é composto pelas artérias, veias e capilares que transportam sangue e oxigénio para onde precisam de ir.

Quando respiramos, o oxig√©nio √© levado para os pulm√Ķes e trocado.

para o di√≥xido de carbono no sangue. O sangue rec√©m-oxigenado deixa os pulm√Ķes e viaja atrav√©s das veias pulmonares para o cora√ß√£o, onde √© ent√£o bombeado atrav√©s das art√©rias para os tecidos e √≥rg√£os. Uma vez esgotado o oxig√©nio e substitu√≠do por di√≥xido de carbono, o sangue desoxigenado regressa ao cora√ß√£o atrav√©s das veias e √© bombeado de volta para os pulm√Ķes para a troca de di√≥xido de carbono.

Além do seu papel de transporte de oxigénio, o sangue

também desempenha um papel importante na entrega de nutrientes e hormonas, na remoção de resíduos, no transporte de células imunitárias e na regulação da temperatura corporal.

Os principais componentes do sangue são os glóbulos vermelhos (RBCs), os glóbulos brancos (WBCs) e as plaquetas.

Glóbulos Vermelhos (RBCs)

Os glóbulosvermelhos (RBCs),ou eritrócitos, são o tipo de célula sanguínea mais comum e são responsáveis pelo transporte de oxigénio. As capacidades de transporte de oxigénio dos RBCs devem-se a uma molécula chamada hemoglobina. A hemoglobina liga diretamente o oxigénio e, portanto, quanto mais hemoglobina um RBC contém, mais oxigénio pode transportar.

Contagem de gl√≥bulos vermelhos (RBC) (Milh√£o/őľL)


Intervalo normal

:
4,2 a 5,8 milh√Ķes/őľL

Uma contagem de RBC mede o n√ļmero total de RBCs numa amostra de sangue. Os n√ļmeros de RBC anormais podem causar problemas de sa√ļde e s√£o muitas vezes refletidos por altera√ß√Ķes nos n√≠veis de hemoglobina. Por exemplo, a anemia √© uma condi√ß√£o que ocorre quando os n√≠veis de hemoglobina descem muito baixo, e em alguns casos, √© devido √† diminui√ß√£o dos n√ļmeros de RBC. Isto, por sua vez, pode levar √† diminui√ß√£o da entrega de oxig√©nio aos tecidos. em contraste, a polic√≠temia ocorre quando h√° demasiados RBCs presentes; isto pode fazer com que o sangue seja mais espesso do que o normal, aumentando o risco de co√°gulos sangu√≠neos e subsequente ataque card√≠aco ou derrame.

Hemoglobina (g/dL)

Gama normal:

13,2 a 17,1 g/dL

Um teste de hemoglobina

mede os níveis de hemoglobina no sangue e a quantidade resultante de oxigénio que pode ser transportada por RBCs. Este teste pode ser realizado para verificar se
anemia
, uma condição que é caracterizada por baixos níveis de hemoglobina.

Hemoglobina Corpuscular Média (MCH) (pg)

Intervalo normal:

27 a 33 pg/célula.

O MCH

mede a quantidade total média de hemoglobina num RBC.

Concentração média de hemoglobina corpuscular (MCHC) (g/dL)

Gama normal:

32 a 36 g/dL.

O MCHC

mede a concentração média de hemoglobina num dado volume de sangue.

Volume Corpuscular Médio (MCV) (fL)

Gama normal

:

80 a 100 fL

O MCV

mede o tamanho médio dos RBCs e pode ser utilizado para determinar a causa subjacente à anemia.

Largura de distribuição de glóbulos vermelhos (RDW) (%)

Intervalo normal:

11,0% a 15,0%.

RDW pode ser medido como parte de uma contagem completa de sangue, e reporta a variabilidade no tamanho de RBC. RdW anormal pode ser um sinal de anemia ou deficiência de ferro.

Taxa de sedimentação de eritrócitos (SED) (ESR) por Westergren Modificado (mm/h)

Gama normal

:

= < 15 mm/h

A taxa de sedimentação do eritrócito

(ESR) mede a taxa de queda de RBCs (ou sedimentos) num tubo de ensaio ao longo de uma hora. Mede indiretamente a quantidade de inflamação no organismo; os fatores inflamatórios no sangue fazem com que os RBCs se mantenham unidos, fazendo com que caiam mais lentamente durante o teste.

Plaquetas

Plaquetas são fragmentos de células sanguíneas feitas na medula óssea que são os principais intervenientes na coagulação sanguínea. As plaquetas ficam ativadas quando se deparam com um vaso sanguíneo danificado. Ali, agarram-se à embarcação danificada e eventualmente formam um coágulo que tapa o buraco no vaso.

Ter muitos(trombocicoemia)

ou muito poucas plaquetas (trombocitopenia

), pode causar coágulos e hemorragias. Demasiadas plaquetas podem aumentar o risco de coágulos sanguíneos, o que pode causar um ataque cardíaco ou um derrame. Inversamente, não há plaquetas suficientes que possam aumentar o risco de hemorragia devido à capacidade de coagulação reduzida.

Contagem de plaquetas


Gama Normal:
140-400 mil/uL

A contagem de plaquetas é uma medida de quantas plaquetas estão no seu sangue, depois de se ajustar ao volume sanguíneo. Muitos e poucos podem causar problemas médicos.

Volume médio de plaquetas (MPV)


Gama normal:
7.5 a 12,5 fL.

MPV

mede o tamanho médio das plaquetas numa amostra de sangue. O tamanho das plaquetas

tem demonstrado refletir a atividade plaqueta e pode ser usado para ajudar a entender a origem e a causa das perturba√ß√Ķes das plaquetas.

Glóbulos Brancos (WBCs)

Glóbulos Brancos
(WBCs)
), tamb√©m chamados leuc√≥citos, fazem parte da resposta imune, que defende o nosso corpo contra agentes patog√©nicos externos ou est√≠mulos. Os WBCs circulam dentro da corrente sangu√≠nea, do sistema linf√°tico e dos tecidos, e s√£o respons√°veis por rea√ß√Ķes al√©rgicas e combate a infe√ß√Ķes. Os tr√™s Os principais tipos

de WBCs são: linfócitos (células T, células B e células assassinas naturais), monócitos e granulócitos (neutrófilos, basófilos e eosinófilos).

Contagem de Glóbulos Brancos (WBC)

Gama normal: 3,8 a 10,8 Milhares/őľL.

Uma contagem wbc

mede o n√ļmero total de WBCs numa amostra de sangue. No entanto, uma vez que existem diferentes tipos de WBCs, cada um dos quais tem um trabalho diferente, informa√ß√Ķes mais detalhadas sobre a composi√ß√£o de uma popula√ß√£o de WBC podem ser √ļteis no diagn√≥stico de determinadas condi√ß√Ķes, como a leucemia.

Bas√≥filos Absolutos (c√©lulas/őľL)

Intervalo normal:

0 a 200 c√©lulas/őľL.

Bas√≥filos s√£o um tipo de granulocyte (um subconjunto de WBCs) e participam em rea√ß√Ķes al√©rgicas. Bas√≥filos Comp√Ķem

uma pequena percentagem do total de WBCs (1-2%), mas o seu n√ļmero pode aumentar durante uma rea√ß√£o al√©rgica ativa. A bas√≥fila

ocorre quando os n√ļmeros de bas√≥filos tornam-se anormalmente altos e podem ser um sinal de uma condi√ß√£o subjacente, como certos tipos de leucemia.

Eosin√≥filos Absolutos (c√©lulas/őľL)

Gama normal:

15-500 c√©lulas/őľL.

Os eosinófilos

s√£o um tipo de granul√≥cito e s√£o considerados importantes para combater infe√ß√Ķes causadas por parasitas e para a resposta inflamat√≥ria em rea√ß√Ķes al√©rgicas

. Eles comp√Ķem

cerca de 5% do total de WBCs no sangue. A eosinofilia

é uma condição que ocorre quando os níveis de eosinofilófilo se tornam demasiado altos e podem estar presentes durante uma reação alérgica ativa ou infeção por parasitas.

Linf√≥citos absolutos (c√©lulas/őľL)

Intervalo normal:

850 a 3.900 c√©lulas/őľL.

Um teste de linf√≥cito absoluto mede o n√ļmero total de linf√≥citos no sangue. Os linf√≥citos

são um grupo de WBCs que inclui células B,

células T

e células assassinas naturais (NK)

. Linfócitos circulam na corrente sanguínea, sistema linfático e tecidos. Em particular, as células B desenvolvem-se na medula óssea, enquanto as células T se desenvolvem no timo. Uma vez maduros, são os principais tipos de células responsáveis por imunidade adaptativa

e compensar

20 a 45% dos tipos de WBC no sangue. As c√©lulas B e T patrulham o corpo, √† procura de material estranho, como bact√©rias ou v√≠rus. Uma vez encontradas, as c√©lulas B tornam-se ativadas para produzir anticorpos contra o invasor estrangeiro, que estimulam a resposta imune. H√° v√°rios tipos de C√©lulas T, que pode matar c√©lulas-alvo (c√©lulas T citot√≥xicas), estimular as c√©lulas B para produzir anticorpos e ativar macr√≥fagos (c√©lulas T auxiliares), ou manter a vigil√Ęncia de baixo n√≠vel (c√©lulas T de mem√≥ria). C√©lulas NK tamb√©m matem as c√©lulas-alvo (por exemplo, as c√©lulas infetadas com bact√©rias ou v√≠rus) separando-as, mas de uma forma n√£o espec√≠fica.

Mon√≥citos absolutos (c√©lulas/őľL)

Intervalo normal:

200 a 950 c√©lulas/őľL.

A contagem absoluta de mon√≥citos mede o n√ļmero total de mon√≥citos numa amostra de sangue. Os mon√≥citos

circulam por toda a corrente sanguínea e tornam-se macrófagos

uma vez que entram num tecido. Mon√≥citos e macr√≥fagos Comp√Ķem

cerca de 5% dos WBCs no sangue e são responsáveis por engolir e destruir bactérias e outros materiais patogénicos.

Neutr√≥filos Absolutos (c√©lulas/őľL)

Intervalo normal:

1,500 a 7.800 c√©lulas/őľL.

A contagem absoluta de neutrófilos

mede o n√ļmero total de neutr√≥filos numa amostra de sangue. Os neutr√≥filos

são outro tipo de granulocyte e agem para engolir e destruir bactérias. Neutrofilia

√© uma condi√ß√£o que ocorre quando muitos neutr√≥filos est√£o presentes e podem estar presentes durante uma infe√ß√£o ativa; n√ļmeros elevados de neutr√≥filos s√£o produzidos durante uma infe√ß√£o para ajudar a combater essa infe√ß√£o. Inversamente, Neutropenia

ocorre quando os níveis de neutrófilos são muito baixos e podem estar presentes após radioterapia ou tratamento com certos fármacos.